O Efeito da Música no Humor e nas Emoções

o-efeito-da-musica-no-humor

O efeito da música pode ser considerado um antidepressivo natural. Nas últimas décadas, os estudiosos propuseram inúmeras funções que a audição da música pode cumprir. O estudo da música na neurociência está se expandindo enormemente e indicando muitas maneiras benéficas de utilizar a música como uma forma de mudar o funcionamento do cérebro.

Neste artigo, saiba mais sobre como a música afeta o cérebro e o humor, melhorando funções de emoção, memória, aprendizagem, neuroplasticidade e atenção.

O Efeito da Música

Certas músicas estimulam a liberação de serotonina e dopamina, neurotransmissores no cérebro que promovem sensação de bem-estar e felicidade. Também estimula a liberação de norepinefrina, neurotransmissor responsável por sentimentos de euforia.

Ritmo e tom na música são principalmente o que causa a mudança em nossas emoções, fazendo com que o coração sincronize seus batimentos com o ritmo que ouvimos.

O efeito da musicoterapia também vem sendo estudado fora do tratamento de distúrbios emocionais. Uma pesquisa do Programa de Oncobiologia da UFRJ expôs uma cultura de células MCF-7, ligadas ao câncer de mama, à meia hora da “Quinta Sinfonia” de Ludwig van Beethoven. Um em cada cinco delas morreu, numa experiência que abriu novas possibilidades de enfrentamento contra a doença, por meio de timbres e frequências.

O Efeito da Música no Humor

Diferentes tipos de música podem ser terapêuticos, dependendo do nosso humor. Se estivermos passando por um momento estressante, ouvir uma música com um tom agressivo pode ajudar a liberar um pouco da raiva acumulada.

Existem várias maneiras de controlar seu humor com música. Um bom exemplo é ouvir música animada pela manhã logo depois de acordar. Isso faz com que seu cérebro coloque-se em um modo ativo, fazendo você se sentir pronto para começar o dia.

O Efeito da Música nas Emoções

Pesquisas indicam que a música estimula emoções através de circuitos cerebrais específicos. Podemos ver facilmente como a música e o cérebro envolvem humor e emoção quando uma criança sorri e começa a dançar um ritmo. Ele está experimentando um humor elevado de alegria da música.

Meditar enquanto ouve música suave pode diminuir os níveis de ansiedade.  Mas para obter este efeito, você não deve ouvir música o dia inteiro, porque seu cérebro vai se acostumar com os sons e isto não terá um impacto significativo no seu humor.

O Efeito da Música na Memória

Há uma parte do cérebro que associa músicas familiares de nosso passado pessoal e memórias episódicas emocionalmente importantes.

Esse princípio é o que usaremos para formar a base de listas de reprodução especificamente construídas para evocar certas respostas emocionais que desejamos produzir pela interação com a música e o cérebro.

O Efeito da Música na Aprendizagem e Neuroplasticidade

A neuroplasticidade é a capacidade do cérebro de se reorganizar, formando novas conexões neurais ao longo da vida, permitindo que os neurônios (células nervosas) compensem lesões e doenças e ajustem suas atividades em resposta a novas situações ou a mudanças em seu ambiente.

A música pode ajudar a mapear essa rota em seu cérebro. Ao envolver seu cérebro através de musicoterapia, canto e entonação melódica, é possível fornecer novas informações para a mente e criar uma reorganização que ajuda a fazer as conexões necessárias para aprender ou reaprender a linguagem.

O Efeito da Música na Atenção

Envolvendo nosso cérebro e nossa atenção da maneira certa, a música é capaz de ativar, sustentar e melhorar nossa atenção. Usando imagens cerebrais de pessoas ouvindo pequenas sinfonias, uma equipe de pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Stanford investigou como a música pode prender nossa atenção e mostrou que a atividade cerebral ocorreu durante um curto período de silêncio entre movimentos musicais.

Isso levou os pesquisadores a teorizar que ouvir música poderia ajudar o cérebro a antecipar eventos e a ter maior atenção, assim como os ouvintes demonstraram quando pareciam prestar mais atenção durante os silêncios antecipatórios entre os movimentos musicais.

Agora que vimos alguns dos efeitos que a música tem sobre o cérebro, vamos aproveitar esses benefícios para melhorar nossa capacidade cerebral e ainda tornar o nosso dia mais agradável.

Compartilhe
Categories : Emoções Estilo de Vida

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.