Melasma – Saiba Mais

melasma

Melasma, também chamado de ‘cloasma’ e ‘máscara de gravidez’, é uma condição cutânea comum em adultos, caracterizada pelo desenvolvimento de manchas de pigmentação marrons ou acinzentadas, geralmente na face. É mais comum em mulheres, particularmente durante a gravidez (quando até 50% das mulheres podem ser afetadas). Às vezes os homens também podem ser afetados.

Este artigo aborda as características dessa condição de pele, suas causas e formas de tratamento.

O que é Melasma?

A maioria das pessoas apresenta melasma nas bochechas, na ponte do nariz, na testa, no queixo e acima do lábio superior. Também pode aparecer em outras partes do corpo que recebem muito sol, como os antebraços e o pescoço.

A condição geralmente se torna mais perceptível no verão e melhora durante os meses de inverno. Não é uma infecção; portanto, não é contagiosa, e não ocorre devido a uma alergia. Não é cancerígena e não se transformará em câncer de pele.

Às vezes, o melasma pode parecer com outra condição da pele. Para descartar essa possibilidade, seu dermatologista pode precisar remover um pouco da pele. Este procedimento é chamado de biópsia da pele e pode ser realizado com segurança e rapidez em uma visita ao consultório.

Causas do Melasma

A causa exata não é conhecida, mas acredita-se que seja por causa das células produtoras de pigmento na pele (melanócitos) produzindo muito pigmento (melanina).

Vários fatores podem contribuir para o desenvolvimento do melasma, incluindo a gravidez e o uso de medicamentos hormonais, como pílulas anticoncepcionais,  reposição hormonal, exposição solar e histórico familiar. Raramente, outros problemas médicos que afetam os hormônios (como problemas da tireoide) podem causar melasma, assim como alguns outros medicamentos, como antiepilépticos.

A exposição à luz ultravioleta (UV) do sol e ao uso de camas de sol ou fototerapia pode desencadear a condição ou piorá-la.

Tratamento do Melasma

Melasma pode desaparecer por conta própria. Isso geralmente acontece quando um gatilho, como gravidez ou pílulas anticoncepcionais, causa o melasma.

Algumas pessoas, no entanto, têm melasma há anos ou até mesmo uma vida inteira. Se a condição não desaparecer ou a mulher quiser continuar tomando pílulas anticoncepcionais, os tratamentos incluem:

  • Hidroquinona: Este medicamento é um primeiro tratamento comum para o melasma, que funciona clareando a pele.
  • Tretinoína e corticosteróides: Para melhorar o clareamento da pele, o seu dermatologista pode prescrever um segundo medicamento, que pode ser tretinoína ou um corticosteróide.
  • Outros medicamentos tópicos: O seu dermatologista pode prescrever o ácido azelaico ou o ácido kójico para ajudar a clarear o melasma.
  • Ácido tranexâmico oral e tópico são excelentes opções terapêuticas no clareamento do melasma .
  • Procedimentos: Se o medicamento que você aplica à sua pele não reduzir o problema, um procedimento, como um peeling químico, microdermoabrasão, dermoabrasão, tratamento com laser ou um procedimento baseado em luz podem ajudar. Apenas um dermatologista deve realizar esses procedimentos.

Nova Opção de Tratamento: Cysteamine®

Recentemente, a comunidade mundial de especialistas em dermatologia se reuniu no Annual Meeting, da Academia Americana de Dermatologia, em Washington, nos Estados Unidos.

Entre os temas abordados, o novo ativo para o tratamento do melasma foi o que chamou mais a atenção da comunidade científica: a substância cisteamina, comercialmente, Cysteamine®, que trata-se de um composto naturalmente presente no organismo humano e reduz a pigmentação da pele em 77%.

Conforme apresentado no evento, a substância se demonstrou atóxica, não carcinogênica e que não aumenta a fotossensibilidade. Era de conhecimento desde a década de 1960, que a cisteamina possuía propriedades clareadoras. Contudo, a substância era muito instável, oxidando rapidamente quando exposta ao ar. Além disso, por seu forte odor, não era utilizada. Atualmente, os pesquisadores conseguiram estabilizar o produto e reduzir seu odor.

O tratamento é de fácil realização, mas deve ser acompanhado de perto pelo dermatologista. A cisteamina ainda não chegou ao Brasil, mas é uma esperança para quem sofre com as manchas que são difíceis de clarear.

Dra Viviane CCampos

Você Sabe Quando Procurar um Dermatologista?

O dermatologista é o médico especialista no maior órgão do corpo humano: a pele. Além disto, ele também trata de todos os tecidos classificados como epiteliais: pelos, unhas, cabelos e mucosas. Veja neste artigo quando procurar um dermatologista para prevenir e tratar qualquer problema que possa afetar essas partes do corpo humano.
Dra Viviane CCampos
Compartilhe
Categories : Estética Pele

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.