Conheça a Atuação da Dermatologia no Câncer de Mama

dermatologia-cancer-de-mama

O acompanhamento de um médico especialista em dermatologia no câncer de mama é fundamental para o sucesso do tratamento desta patologia. Com a leitura deste artigo, saiba mais sobre a importante atuação deste profissional.

Dermatologia no Câncer de Mama

Quando o diagnóstico de câncer de mama é realizado, o médico dermatologista tem um papel essencial no tratamento, relacionado aos cuidados com a pele, unhas e cabelos, além de outras ações cotidianas que devem ser realizadas durante essa fase.

Alguns procedimentos do próprio tratamento do câncer também necessitam de métodos preventivos com a pele, para evitar complicações.

Dermatologia no Câncer de Mama – Quando Consultar este Profissional

A consulta com o médico dermatologista deverá ser realizada assim que o câncer for diagnosticado. Neste momento, o profissional pode indicar os cuidados que devem ser tomados com a pele, assim como medidas de higiene necessárias para manter a integridade da pele durante o tratamento.

Outro momento em que consultar o dermatologista é extremamente importante é logo após a escolha do método de tratamento para o câncer. Isto porque, de acordo com o tipo de câncer diagnosticado e a modalidade terapêutica indicada, como cirurgia, terapia hormonal, radiação ou quimioterapia, pode exigir cuidados específicos para com a pele.

O acompanhamento com o dermatologista deve continuar durante todo o tratamento. Ações preventivas de complicações dermatológicas, assim como o cuidado com os efeitos das abordagens terapêuticas sobre a pele são estabelecidas a cada novo procedimento realizado.

Dermatologia no Câncer de Mama – Controle das Complicações

Durante o tratamento do câncer de mama, as sucessivas aplicações dos métodos terapêuticos podem fazer com que a paciente sinta desconforto cutâneo, queimaduras pós radioterapia, assim como uma descamação da pele.

Efeitos tardios também podem surgir após meses ou anos do tratamento, manifestando-se com dilatação de vasos, atrofia da pele, alterações em sua pigmentação e até mesmos carcinoma basocelulares devido a exposição da radioterapia.

Complicações da Radioterapia

No tratamento com radioterapia, mesmo que esta abordagem seja mais tolerada pela paciente, podem ocorrer queimaduras na pele, vermelhidãComplicações da o e descamação da região nas semanas seguintes ao tratamento.

Assim, é recomendado o uso diário de protetor solar, com pelo menos FPS 30. Lavar o local com sabonete neutro, manter a região tratada sempre limpa e seca, evitar perfumes e produtos à base de álcool e não tomar sol no local são medidas eficazes.

Como a abordagem terapêutica depende fundamentalmente do grau de acometimento da pele, a avaliação e uma recomendação formal e presencial do dermatologista é essencial para estabelecer as medidas para cada caso.

Complicações da Quimioterapia

Quando o tratamento é realizado com quimioterapia, podem ocorrer diversos efeitos dermatológicos. Os mais frequentes costumam ser: ressecamento da pele; coceiras; alterações na pigmentação; acne; ressecamento grave, que pode levar ao aparecimento de rachaduras, vermelhidão e descamação; problemas nas unhas causados pela queda na imunidade; sensibilidade extrema ao sol e queda de cabelo.

O médico dermatologista atua fortemente no controle de cada um desses sintomas, estabelecendo medidas e realizando procedimentos indicados para reverter o quanto possível estas complicações.

Tratamento das Cicatrizes

A cirurgia de reconstrução mamária  também exige cuidados dermatológicos, em relação às cicatrizes resultantes da intervenção cirúrgica.

Uma avaliação do médico dermatologista deve acontecer nas primeiras semanas após a cirurgia, assim que for realizada a retirada dos pontos. Nesse momento, as cicatrizes são examinadas e classificadas, para que o tratamento adequado seja estabelecido.

Entre as tecnologias disponíveis para o tratamento das cicatrizes, estão o laser fracionado ablativo e não ablativo, a luz intensa pulsada e o microagulhamento. Estes procedimentos dermatológicos são importantes na melhora do aspecto estético, melhorando a profundidade e a alteração de cor das cicatrizes.

Cuidados Dermatológicos no Câncer de Mama

A paciente deve seguir rigorosamente as recomendações do seu médico dermatologista. Contudo, algumas medidas são comuns a todos os casos, como não aplicar tensão na região das cicatrizes e não se expor ao sol, evitando o surgimento de manchas mais escuras.

Lembre-se sempre de usar os tratamentos prescritos pelo seu médico dermatologista de confiança e realizar os tratamentos propostos por ele.

Dra Viviane CCampos

Dra Viviane CCampos

Você Sabe Quando Procurar um Dermatologista?

O dermatologista é o médico especialista no maior órgão do corpo humano: a pele. Além disto, ele também trata de todos os tecidos classificados como epiteliais: pelos, unhas, cabelos e mucosas. Veja neste artigo quando procurar um dermatologista para prevenir e tratar qualquer problema que possa afetar essas partes do corpo humano.
Dra Viviane CCampos
Categories : Câncer de Mama

Todos os utilizadores da plataforma se comprometem a divulgar apenas informações verdadeiras. Caso o comentário não trate de uma experiência pessoal, forneça referências(links) sobre qualquer informação médica à ser publicada. O público pode realizar comentários, alterar ou apagar o mesmo. Os comentários são visíveis a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *